Arquivo de dezembro 2011

Cartinha para Papai Joel

Ouvimos essa história de que a gente precisava se comportar direitinho pra ganhar presente no fim do ano. Na verdade, nosso comportamento tem sido exemplar, mesmo nos momentos em que tudo que a gente queria era chorar e fazer birra. Em 2007, por exemplo, lá na Série C, garantimos a maior média de público da temporada no Brasileiro para o Bahia e, no fim do ano, um presente e uma tragédia: o acesso e a queda da Fonte Nova. Nos anos seguintes, continuamos fazendo bonito, mas sempre faltava um azul no saco vermelho e branco do bom velhinho.

Este ano, para não ter erro, resolvemos fazer uma listinha com tudo que queremos diretamente para você, Papai Joel, porque o Noel não tem sido muito caridoso. Aproveita, então, que hoje é seu aniversário, coloca todo o seu espírito natalino na chuteira que está na janela ou no meião que está pendurado na porta e vem com a gente:

1. Título do estadual
Lá se vão dez anos desde que ganhamos esse presente e ele é daqueles pedidos que a gente nunca deixa de fazer. Tipo aquela boneca de pano velha ou aquele carrinho de madeira que a gente
ganha na infância e nunca deixa de brincar. Esse é obrigação!

2. Uma boa campanha na Copa do Brasil
É claro que se a gente fosse levar em conta apenas o coração, iríamos pedir o título da Copa do Brasil, da Sul-Americana e do Brasileirão, mas vamos ser realistas. É claro que, pela própria natureza mata-mata das duas primeiras competições, vamos sonhar com a possibilidade de taça, mas o que queremos mesmo é voltar a ser destaque no cenário futebolístico nacional. O que não dá é pra sair levando de 5×0.

3. Boa experiência na Sul-Americana
Sendo pé no chão e já que estamos longe de competições internacionais há 22 anos, exigimos que o Bahia saia dela maior, mais experiente e mais preparado, porque em 2013 queremos voos ainda mais altos.

4. Libertadores

Sim, no ano que vem queremos brigar por uma vaga.

5. Atitude
O último pedido dessa cartinha (que, claro, poderia/deveria ter facilmente outros cinco) não cabe necessariamente numa caixa de presente, é algo mais abstrato. A gente quer um Bahia pra frente, com a segurança do goleiro Marcelo Lomba, a firmeza do capitão Titi, a entrega de Fahel, o coração de Ávine e a superação de Souza.

Vitória
O Leão não precisa fazer cartinha pra Toninho Cerezo nem pra Papai Noel. O pedido dos rubro-negros é óbvio e mais do que uma obrigação da diretoria que, portanto, espero que não precise ser lembrada disso. Voltar para a Série A não é ganhar presente de Natal, mas, sim, sair do castigo. Vamos torcer para que alguma lição tenha sido absorvida.

PRETINHO BÁSICO
Em 2007, mesmo disputando a Série C, o Bahia teve média de público de 40,4 mil torcedores por partida. Em 2011, na volta à Série A, só ficou atrás do Santa Cruz e do Corinthians: 19 partidas em Pituaçu com 22.741 pagantes por jogo.

ESPORTE FINO

Técnico do Bahia, Joel Natalino Santana nasceu no Rio de Janeiro, no dia 25 de dezembro de 1948, e assumiu o Bahia em 4 de setembro deste ano. Já Toninho Cerezo foi contratado para o lugar de Vagner Benazzi, treinador que terminou o ano sem devolver o Leão para a Série A.

Comments 14 comentários »

Jogo beneficente em Pituaçu

Neymar veio à Salvador para um jogo beneficente e seu time, chamado de Amigos de Neymar goleou a Seleção Baiana por 6 a 4, no estádio de Pituaçu, na tarde desta quinta-feira (22).

Vamos aos destaques:

1. Antes mesmo de Neymar entrar em campo, as Neymarzetes já gritavam desesperadas nas arquibancadas. Descendo as escadas para chegar até o gramado, fui abordada por diversas meninas ensandecidas que choravam e me pediam desesperadamente para colocá-las em campo. Durante o jogo inteiro, a gritaria não diminuiu… Desde “Neymar eu te amo” até o ‘hit’ “Ai se eu te pego, foi cantado, quer dizer, esgoelado pelas garotas… Menos, meninas, menos…

2. Washington Coração Valente marcou os três primeiros gols do time Amigos de Neymar. Melhor em campo no primeiro tempo.

3. Marta perdeu o voo e só chegou para o segundo. Ainda bem que chegou. Como joga essa mulher, viu? Roubava bolas na defesa, armava, dava cada passe pra Neymar… Como dizem os meninos aqui no jornal, qualidade!!

4. Gabriel marcou um gol que muitos consideraram o mais bonito da partida. Foi bonito mesmo.

5. O destaque de Neymar foi só a presença. O garoto é craque e eu sou fã dele, mas, hoje, não fez nada demais não…

Abaixo, algumas fotos que fiz durante o evento! Para matéria completa do jogo, cliquem aqui.

Falem o que quiser, mas eu ADORO o cabelo de Neymar! =)

Neymarzetes se desesperam nas arquibancadas!!!

Enquanto umas gritam, a garotinha sortuda sorri...

Quarteto de qualidade: Hugo, Beijoca, Osni e Catimba

Baiano Dida também esteve no jogo

Comments 3 comentários »

Oras Bolas – Erros de Gravação

O sétimo vídeo Ora Bolas é um presentinho de fim de ano pra vocês! Muito obrigada a cada um que assistiu aos vídeos (estão todos aí do lado esquerdo do blog hein??), leu os textos, comentou e mandou mensagens!! Espero que se divirtam com os erros e brincadeiras durante as gravações! Vocês vão perceber que eu me diverti MUITO!! : )

Feliz Natal e Ano Novo pra todo mundo!!!!

Comments 8 comentários »

Um encontro para se apaixonar

Imagine que, depois de um período sombrio de desilusão amorosa, você voltou a sonhar com um homem (quase) perfeito. Passou horas visualizando cada detalhe, todas as qualidades, cada fio de cabelo, pensamento, declaração, comemoração. De repente, então, não mais que de repente, quando você menos espera, é num garoto franzino que você percebe um brilho diferente. Os dias passam, os meses também, lá se vai mais de um ano e você observa, de longe, o brilho virar estrela. Como seria um encontro com ele? E você sonha e espera…

Do outro lado, esse homem quase perfeito está cansado de conhecer pessoas sem importância, de candidatas com pouco conteúdo e talento a oferecer. Do ir e vir de campeonatos, digo, relacionamentos superficiais. Ele sente falta de alguém que o desafie, que o faça crescer, que o obrigue a driblar cada dificuldade do destino com maestria. Quando chegaria esse dia? E ele sonha e espera…

Mas você é obstinada. Força esbarrões “por acaso”, consegue encantar um país para chamar a atenção dele, entra nas listas mais cobiçadas do planeta. Faz de tudo para que ele te dê uma chance, mas a troca de olhares não acontece, seja por um técnico, digo, tio que não te convida para aquela festa que só acontece de quatro em quatro anos, seja pelo vizinho paraguaio ou uruguaio que impediu a primeira dança do casal.

Um belo dia, no entanto, você descobre que Libertadores, uma grande amiga do passado, tem um encontro agendado e confirmado com uma amiga dele, a Liga. A possibilidade de convencer as duas não é nada fácil e a chance é pequena, mas você faz a sua parte e torce para que ele não tenha um imprevisto aos 45 minutos do segundo tempo.

O horário, vamos combinar, não é o melhor de todos, mas, apesar de todas as dificuldades e improbabilidades, o compromisso é marcado. Domingo, 18 de dezembro de 2011, às 8h30. Agora é só esperar a bola, digo, o beijo rolar.

Pois é mais ou menos isso aí que vai acontecer hoje no mundo futebolístico. O embate mais esperado dos últimos tempos. E, não, não basta ser apenas a primeira vez que Neymar e Messi estarão frente a frente, precisa ser também o encontro de uma das melhores equipes de toda a história do futebol com o primeiro time brasileiro depois de muitas retrancas a colocar um sorriso no rosto dos apaixonados por futebol.

São os noventa minutos perfeitos para se encantar com a genialidade de Messi e para se derreter com a ousadia de Neymar. A partida ideal para se envolver profundamente com o toque de bola do Barcelona ou para sentir o coração disparar num contra ataque letal do Santos. Hoje, é jogo para se apaixonar.

Sim, querida leitora, pode parecer exagero, mas não é. No mundo encantado e fantástico do futebol, deixar de assistir Barcelona x Santos hoje é como faltar ao primeiro encontro com o homem dos seus sonhos.
Você perderia esse encontro?

PRETINHO BÁSICO
Santos e Barcelona se enfrentam pelo Campeonato Mundial de Clubes, na sétima edição do evento organizado pela FIFA. Participam todos os campeões atuais das seis confederações da entidade: UEFA (Europa), CONCACAF (América do Norte, Central e Caribe), CONMEBOL (América do Sul), AFC (Ásia), CAF (África) e OFC (Oceania).

ESPORTE FINO
Eleito nos dois últimos anos o melhor jogador do mundo pela Fifa, o argentino Messi, 24 anos, está no Barcelona desde as categorias de base, quando deixou seu país aos 13 anos. Neymar, 19 anos, também é “cria” do escudo que defende, onde já foi campeão paulista (2010 e 11), da Copa do Brasil (2010) e Libertadores (2011).

Comments 27 comentários »

Então é Natal… e muita gente tem me perguntado onde encontrar o livro (pra quem não conhece, saiba mais sobre A Linha da Bola aqui)! Pois bem, poucas livrarias, como a Saraiva em Salvador, têm o livro nas lojas físicas e numa pesquisa rápida, também não achei nenhuma que tivesse em estoque em suas lojas virtuais. Mas, praticamente todas elas trabalham com  encomenda direto na editora.

É só pedir que a Saraiva e a Cultura (presente em diversas cidades do país), a Livraria da Travessa (Rio de janeiro) e a Livraria da Vila (São Paulo) encomendam o livro pra vocês! =) Qualquer dificuldade, me avisem!

Comments 1 comentário »

‘Mais que um clube’

O futebol brasileiro se acostumou a ser inspiração. Foi com a genialidade de Pelé, afinal, que o mundo aprendeu o que era, de fato, o futebol. Foi com os dribles de Garrincha que os torcedores passaram a reconhecer um “sorriso futebolístico”. Foi com seleções brasileiras como as de 70 e 82 que todos nós aprendemos a amar o futebol-arte. Foi com Ronaldo Fenômeno, Romário, Nilton Santos, Zico, Sócrates e tantos outros que acertamos em cheio na definição precisa do que é ser craque.

Mais do que vinte e dois homens atrás de uma bola, o futebol brasileiro era o sonho de cada equipe que entrava em campo. Fosse ela numa escolinha na França, no campinho de barro ali da esquina ou no Campeonato Italiano.

O Brasil não era só o time a ser batido, sempre, mas também aquele a ser copiado. Outras equipes se espelharam tanto no Brasil que pouco a pouco, superaram o mestre. A Alemanha, de estilo tão sisudo e quadrado, passou a nos presentear (ou amedrontar) com um futebol de extrema velocidade e, quem diria, talento, enquanto o Brasil passou a revelar zagueiros e extinguir meias habilidosos. Nossos clubes deixaram de jogar pra frente e de peito aberto para nos sufocar com volantes e, não mais que de repente, o Brasil deixou de ser copiado para copiar. Quando percebemos, era o Barcelona quem trocava passes e encantava a torcida como já fizemos um dia.

Fala-se muito, portanto, de um resgate das origens do nosso futebol. Não vamos discutir isso aqui, o mundo das chuteiras precisa repensar seus chutes dentro de campo, parar de sugar ideias, se já tínhamos por aqui a “eureka!”. Fora das quatro linhas, no entanto, precisamos aprender a copiar o que é bom. Sempre pensei no futebol como uma arma para “salvar o mundo” (acho que guardei todo o romantismo que uma mulher pode ter para o esporte). Claro, o futebol não pode consertar todos os erros que o ser humano comete, mas o esporte deve ser muito mais que uma competição.

Barcelona
O Barcelona, por exemplo, tem muito  mais a ensinar do que somente os dribles de Messi ou um estilo de jogo.  Em palestra num evento esportivo esta semana no Rio de Janeiro, Jordi Mestre, diretor técnico de La Masia (centro de treinamento da base do Barcelona), deu uma aula que vale a pena anotar no caderno.

Criada há 32 anos, a “fábrica de craques” do time catalão forma jogadores e cidadãos.  São três pilares básicos: físico-esportivo, intelectual e moral. Sob eles, existe um projeto total de clube (desde cedo, os pequenos aprendem a filosofia e jogam no mesmo estilo da equipe principal) que tem uma estratégia firme e sustentável a longo prazo. Jordi afirma que resultados não são prioridades e que o objetivo de La Masia é formar pessoas de caráter, além de esportistas de elite. Ninguém disse que é fácil, mas como seu lema diz, o Barcelona é “mais que um clube”, é um fator social. Isso sim seria bom que o Brasil aprendesse.

PRETINHO BÁSICO
Atualmente num prédio de 6 mil metros quadrados, com capacidade para 83 pessoas, “La Masia”, inaugurada em 1970, já forneceu 70 jogadores para o time do Barcelona, entre eles se destacaram Lionel Messi, Pep Guardiola, Víctor Valdés, Iniesta, Bojan, Xavi, Pedro e Thiago Alcântara, filho do brasileiro Mazinho.

ESPORTE FINO
Nos últimos seis anos, o Barcelona levantou em três ocasiões (2006, 2009 e 2011) a taça da Liga dos Campeões, o mais badalado torneio de clubes do mundo. Nesse tempo, ainda levou o Mundial de Clubes (2009), a Supercopa da Europa (2009 e 2011), o Espanhol (2006, 2009, 2010 e 2011) e a Copa Del Rey (2009).

Comments 10 comentários »

E aí?? Pelo visto gostaram da participação do Redação SporTv né?!


Estou muito feliz com o carinho de vocês!!! Muito obrigada mesmo pela torcida de cada um que me assistiu e mandou mensagem!!! Pra quem não viu, tem vários vídeos no site do Redação!
Aqui ó:

Baiana Clara Albuquerque já esperava rendimento inconstante de Elkeson no Botafogo; comentarista critica proposta dos clubes da Bahia em 2011

Clara Albuquerque classifica Neymar como jogador ‘pimentinha’

Ligação de torcedor nordestino com futebol é mais forte, diz Clara Albuquerque

Clara Albuquerque explica que livro tenta unir linguagem feminina e futebol

Comments 14 comentários »

Pessoas, não deu pra postar o segundo dia do Footecon ainda porque estou na maior correria, mas não poderia deixar de avisar pra vocês: amanhã (sexta-feira 09/12) estarei no Redação Sportv, a partir das 10h. Assistam!!!

*********Reprise no mesmo dia, às 16h, no SporTV 2*************

Comments 12 comentários »

1° dia do Footcon 2011

Olá pessoas!

Como muitos de vocês já devem estar acompanhando pelo meu twitter (@claalbuquerque), estou no Rio de Janeiro para participar do Footecon 2011 – VIII Fórum Internacional de Futebol nos dias 6 e 7 de dezembro. O primeiro dia do evento foi MUITO bom e em todos os debates se falou muito no resgate do futebol brasileiro. Pra vocês terem um gostinho, vou contar um pouquinho das palestras que assisti hoje.

Dorival Jr., René Simões e Parreira

Comecei o dia com “O Impacto da Copa do Mundo na Cadeia Produtiva do Futebol Brasileiro: Aspectos Econômicos/Negócios e Técnicos, com Pedro Trengrouse. Muito legal a palestra que abordou bastante valores e dados das Copas do Mundo e do futebol brasileiro.

Jordi Mestre, Diretor Técnico La Masia

A segunda palestra do dia era uma das mais esperadas por muitos: Barcelona – El Mundo de La Masia: Formação Integral de Jogadores e Pessoas**, com Jordi Mestre, Diretor Técnico do Centro de Treinamento La Masia, destinado às divisões de base do Barcelona. Pra começar, um vídeo precioso com ninguém menos que Lionel Messi ‘pequenininho’ nas categorias de base do Barça… Depois, uma palestra inspiradora do diretor da ‘fábrica de craques’ do time catalão. A gente já sabe mil maravilhas do Barcelona, mas confesso, fiquei impressionada e prometo escrever mais sobre isso.

Logo depois, Mano Menezes, Rodrigo Caetano (Diretor Executivo de Futebol do Vasco), Jorge Macedo (coordenador geral categorias de base do Sport Club Internaciona) e Marcelo Teixeira (gerente de futebol do Fluminense) debateram sobre Modelo Barcelona x Modelo Brasileiro de Formação de Jogadores, com mediação de Paulo César Vasconcellos, Jornalista, chefe de redação do SporTV e comentarista do canal.

Ainda pela manhã, Dorival Jr e Vinícius Eutrópio falaram sobre a Transição Precoce de Atletas e no primeiro compromisso da tarde, uma das palestras que eu mais esperava: “Mídia em Foco: Como a Crônica Esportiva Ajuda a Construir a Imagem do Futebol Brasileiro”.

Tino Marcos, Rizek, René e Arthur

Os jornalistas André Rizek, Arthur Dapieve, Tino Marcos e o técnico René Simões, discutiram o papel da mídia, falaram sobre rede sociais e a relação das fontes com a imprensa. Aula de jornalismo.

Em “A Técnica do Jogador Profissional pode ser Aperfeiçoada Através do Treinamento?, Abel Braga, Cafu e Cristóvão Borges bateram na tecla dos treinamentos. Durante a palestra, ninguém menos que Jürgen Klinsmann (palestrante de amanha), lançou uma questão da platéia: “Os jogadores brasileiros estão perdendo a fome de bola?” A mesa respondeu que sim, de forma geral, o jogador brasileiro está mais acomodado.

A penúltima palestra do dia me encantou. Marcos Moura Teixeira (Diretor de Futebol do Figueirense) e Renan Dal Zotto (Diretor de Marketing e operações esportivas do Figueirense) apresentaram o Case Figueirense Futebol Clube : Os Desafios e a Busca pela Inovação. Não acompanho o dia a dia do clube, mas fiquei encatada com o projeto. A idéia deles é transformar o clube num dos três maiores do sul do país. Pelo que mostraram, eu acreditei!!

Antonio Lopes, Lino, Branco e Geninho

Pra terminar o dia, Antônio Lopes, Branco e Geninho discutiram o Campeonato Brasileiro de 2011 com mediação do jornalista Carlos Eduardo Lino. UFA!!!!
Amanhã tem mais.

Comments 6 comentários »

Pessoas, em especial, as “pessoas meninas” que lêm o blog,

Recebi um email ontem de uma leitora de 71 anos e ganhei um presente de natal antecipado! As palavras dela refletem perfeitamente o motivo pelo qual comecei a escrever sobre futebol, em especial, para as mulheres. Pode parecer pretensioso querer aproximar as chuteiras da pátria dos saltos e sapatilhas, mas, de pé em pé, passo a passo, a gente vai andando…  Obrigada Lygia Margarida.

“Boa noite,
Tenho quase 71 anos e para ser sincera o futebol não me atrai. Durante muitos anos convivi com a loucura de meu esposo pelo futebol e pelo Bahia em especial. Hoje, devido a idade está mais comedido. Acho que ouvindo rezenha esportiva pela manhã, meio dia e à noite comecei a querer ficar longe deste esporte das multidões.
Leio diariamente o Correio e um dia vi sua coluna. Me encantei com seu modo de falar da minha rival (a bola) e do futebol. Não perdi mais um só domingo. Me encantam seu “Pretinho Básico” e “Esporte Fino” e nos “Dez mandamentos da última rodada” hoje, você se superou.
Sabe que conseguiu passar uma mensagem citando trechos da Bíblia de uma forma muito prazerosa? Obrigada. Continue escrevendo. Desejo um Natal de paz e um Ano Novo repetindo e até tendo mais sucesso do ano de 2011.
Lygia Margarida.”

Comments 2 comentários »


Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/claraalbuquerque/claraalbuquerque.com.br/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356