Arquivo de dezembro 2013

Feliz Natal!!

Uma árvore cheia de letras, palavras, frases, parágrafos, páginas e livros pra desejar um Natal cheio de desejos, sonhos, planos, realizações e conquistas pra vocês!
Gol, gol, gol, Feliz Natal!!
Ah! E se eu fosse você colocava um último pedido na listinha pra Papai Noel!!!rs

20131224-184909.jpg

 Natal Esporte Interativo Nordeste

Comments Nenhum comentário »

Um 2013 pra esquecer… e pra lembrar

MUITA gente me cobrou um posicionamento, uma opinião, uma palavra sobre o fim do ano do futebol brasileiro. Principalmente sobre o mangue embrolho nos tribunais que rebaixou a Portuguesa e salvou o Fluminense. Confesso que não tive a mínima vontade de opinar sobre isso. Existem argumentos para os dois lados, e vocês podem defender uma ou outra coisa, mas eu só vou falar uma coisa: isso tudo não é esporte. Isso tudo não é futebol.

Briga em estádio não é futebol. Marginal com barra de ferro na mão não é esporte. Decisão fora de campo, advogados ganhando jogos, pressão política e sei lá mais o que, isso tudo não é futebol e muito menos esporte. É por isso que eu preferi não entrar em discussão sobre isso. Porque eu gosto de discutir bola na rede, atacante em campo, gols, títulos, superação, artilharia, defesas, vitórias. Eu gosto de falar de esporte.

E é por isso que esse blog andou meio esquecido nos últimos dias (o que não significa que os assuntos acima não mereçam ser pensados e discutidos. Merecem, sim, mas para que soluções sejam encontradas e eles fiquem no passado… ) e é por isso também que escrevo hoje após o título mundial brasileiro no handebol feminino.

Alexandra e o técnico Morten Soubak / Foto: Confederação Brasileira de Handebol

Não, eu não acompanho handebol nem de longe da forma como acompanho futebol. Até muito pouco tempo, não entendia bulhufas das regras do esporte e não sabia o nome de nenhuma jogadora. Muito menos que uma delas, a Alexandra Nascimento, é a atual melhor jogadora do mundo. Apesar de tudo isso, foi emocionante ver a conquista do título inédito e histórico dessas meninas. A seleção brasileira nunca nem havia chegado a uma final e, desde 1995, com a Coreia do Sul, essa é a primeira vez que uma seleção fora da Europa conquista o Mundial feminino.

Teve investimento, claro. Reproduzindo uma matéria do Estadão, a seleção brasileira recebeu nos últimos anos ajuda significativa do governo federal. De acordo com o Ministério do Esporte, na preparação para a Olimpíada de Londres de 2012 e na próxima, no Rio, em 2016, o governo destinou R$ 5,4 milhões somente para a seleção feminina. Considerando os investimentos para os Jogos do Rio, a entidade vai liberar, tanto para a equipe nacional masculina quanto feminina, um total de R$ 9,4 milhões (R$ 3 milhões do Ministério do Esporte; R$ 4,4 milhões do Banco do Brasil e mais R$ 2 milhões dos Correios).

E também teve amor, dedicação, raça e muito trabalho (recompensado). Parabéns, meninas! Porque isso, sim, é esporte. E esporte pode mudar um país.

Que feitos como este abram os olhos de quem pode mudar este país. Que a conquista destas meninas não seja esquecida como acontece todo ano com o futebol feminino, por exemplo. Que as promessas não sejam apenas pelo calor do momento. Que os investimentos e as ações de formação, treinamento, qualificação e apoio efetivo aos jovens atletas não sejam esquecidas em três meses. Que os atletas deste país acreditem num futuro melhor, mas que possam viver o esporte em seu presente. E que a gente lembre, acredite e lute sempre por isso.

Obs. E parabéns ao Esporte Interativo por acreditar nessas meninas muito antes delas ganharem o Mundial! 🙂

Comments 1 comentário »

Longe de acabar

Considerando que Náutico e Ponte Preta já estavam rebaixados antes da rodada começar, eu gostaria de escrever este post do final do Brasileirão com a tristeza “apenas” da torcida de outros dois times rebaixados. As cenas ocorridas no jogo que decretou o rebaixamento do Vasco, diante do Atlético-PR, em Joinville, no entanto, fazem com que esse post tenha a tristeza de todo o futebol brasileiro.

Perde o Vasco, perde o Fluminense, o Atlético-PR, o Bahia, o Botafogo, o Corinthians, O Flamengo, o Inter, o Vitória, o Grêmio, o Cruzeiro e todos os outros clubes de todas as divisões. Perde o torcedor, o pai que levava o filho ao estádio, a garotinha que ama gritar gol, o jogador, o jornalista, o ser-humano. Porque o que faz todo mundo aí amar o futebol é, acima de tudo, sua natureza humana. Exatamente o oposto desses animais que não fazem ideia do que é futebol. Que me deram, até agora, um nó na garganta de raiva, frustração, tristeza e revolta com as imagens em Atlético-PR 5×1 Vasco. O pior é que é possível reconhecer TODO MUNDO que estava na briga. Há imagens por todos os ângulos e com toda a definição. Aguardo o dia em que alguém será preso e proibido de entrar no estádio pelo resto da vida. Lembrando que o jogo já estava acontecendo em Joinville, e não em Curitiba, porque o Atlético-PR estava cumprindo punição por cenas parecidas no Atletiba. Não adianta punir o clube mil vezes, se os animais (não os chamarei de torcedores) violentos continuam podendo entrar no estádio outras mil vezes.

Que os torcedores dos times que comemoram algo, me perdoem, mas que fim de ano de merda para o futebol brasileiro (até a festa do campeão brasileiro foi cancelada por conta de atos de alguns imbecis). Aliás, não só fim, não é mesmo? Da morte do garoto Kevin, no início do ano, ao nosso ministro do esporte comparando o atraso dos estádios com as noivas, passando por mortes de operários no estádio da Copa e pelos inúmeros casos de violência que testemunhamos. Ainda mais triste pensar que nem gente morta consegue mudar alguma coisa por aqui.

O motivo principal desse post seria a minha tradicional prestação de contas das apostas do Brasileirão. Pago as contas, mas com um sentimento embolado no peito e sem o clima festivo e descontraído que tanto tento usar e espalhar neste blog. O Brasileirão 2013 terminou, mas a imbecilidade e a impunidade, no “futebol”, estão longe de acabar.

Aí vai:

Meus palpites para os quatro primeiros:

Atlético-MG, Corinthians, Fluminense e Inter. ERREI FEIO.

Quatro rebaixados:

Náutico, Portuguesa, Bahia e Criciúma.

E agora, pra relembrar, os textos das apostas escritas em MAIO sobre os quatro primeiros e os quatro rebaixados:

Cruzeiro

O time mineiro não tem feito feio. Sobrou na primeira fase do Estadual e se reforçou. Os torcedores começam o Brasileirão com mais esperanças do que nos últimos anos e o time pode brigar por uma vaga na Libertadores, mas que eu não aposto.

Grêmio

Depois de muito gastar, o Grêmio tem provavelmente um dos melhores elencos deste Brasileirão. Tem qualidade para brigar no topo da tabela, mas ainda não encaixou. Pode se encontrar e evoluir durante o Brasileirão? Pode e até deve crescer na competição, mas não acho que vai brigar pelo título.

Atlético-PR

Acabou de voltar à elite e fez um planejamento ousada para 2013, mas que tem dado certo. Mandou um time sub-23 para o estadual e mesmo assim quase levou a taça. Com isso, conseguiu reservar praticamente todo o primeiro semestre para a pré-temporada. A equipe principal fez apenas os jogos da Copa do Brasil onde avançou para a 3° fase. O time ainda precisa ser testado em confrontos mais difíceis, mas deve brigar por mais do que para fugir do rebaixamento.

Botafogo

O time carioca evoluiu muito nesse primeiro semestre. Levou o estadual de forma merecida e convincente. Além de bons jogadores, tem Seedorf para liderar o grupo e tentar colocar o Botafogo de volta na luta pela Libertadores. Um passarinho da intuição sopra no meu ouvido que o time pode ter sucesso na Copa do Brasil, mas acho que não deve brigar pelo título do Campeonato Brasileiro.

Rebaixados:

Náutico

Vida do Náutico não está boa não… Decepcionou no Campeonato Pernambucano e foi eliminado pelo Crac na 1ª fase da Copa do Brasil. O time base é fraco e a promessa de reforços não deve mudar esse panorama de forma considerável. Candidato ao rebaixamento.

Ponte Preta

O time não é nenhuma maravilha do futebol, mas conseguiu se arrumar no primeiro semestre. Com a quinta colocação no estadual e a vaga garantida na terceira fase da Copa do Brasil, a Ponte deve ficar acima da briga pelo rebaixamento.

Vasco

É pelo simples fato de que existem outros quatro times piores que o Vasco, em minha opinião, que o time cruz-maltino não está entre os quatro candidatos ao rebaixamento. O primeiro semestre foi feio e o técnico Paulo Autuori precisará de muita criatividade e paciência para conseguir alguma coisa no Brasileirão.

Fluminense

O campeão brasileiro de 2012 não é mais o mesmo. A regularidade e o rendimento do time de Abel caíram, mas ele ainda segue sendo um dos mais fortes em 2013. O elenco tem qualidade e poder de decisão. Candidato ao título.

Comments 3 comentários »

Bolinhas queridas. Ou não

Reprodução Fifa.com sorteio final fifa 2014

Não sei vocês, mas eu não vejo a hora dessa Copa começar pra gente ficar ensandecido e desesperado pra ver os jogos, entrar em bolão, apostar com os amigos, ver as jogadas de Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar, Ribery, Iniesta, Ozil, Rooney, Van Persie e por aí vai. Sorry se você não se empolga, não fica nervoso e não se emociona com a Copa do Mundo. Dá pra fazer tudo isso mesmo tendo consciência dos absurdos que esta Copa “trouxe”. E como eu prometi que não ia mais dar bronca em vocês esse ano, vamos fazer uma das coisas preferidas deste blog! Pitacar como se não houvesse amanhã, Ora Bolas?!

Grupo a grupo, vamos lá:

GRUPO A – Nem oito nem oitenta

Brasil
Croácia
México
Camarões

Considerando que o Brasil poderia ter pego um grupo com Holanda, França e México ou Itália, Inglaterra e México, parece até que ganhamos um doce pra saborear. Mas não é bem assim. Claro, nenhuma das seleções é um bicho papão, mas elas também não são galinhas mortas. A boa notícia é que seleções de porte médio são bons testes para o Brasil sair da primeira fase aquecido. Principalmente com a possibilidade de pegar Espanha ou Holanda (ou Chile) logo nas oitavas.

Palpite: Brasil e México

GRUPO B – Tadinha da Austrália

Espanha
Holanda
Chile
Austrália

A Espanha é a favorita da chave. A Holanda, até pela tradição, seria a segunda força óbvia do grupo, mas a seleção holandesa tem um time mais envelhecido e pode se complicar na briga pela segunda colocação. O adversário nessa briga é o Chile, muito bem treinado por Jorge Sampaoli. A Austrália, tadinha, deve voltar com um trio de derrotas.

Palpite: Espanha e Holanda

GRUPO C – Equilíbrio

Colômbia
Grécia
Costa do Marfim
Japão

Ninguém é forte demais, ninguém é fraco demais. Bom desafio para a Colômbia, uma das cabeças de chave olhadas com desconfiança pelos torcedores. Será que o Japão complica a ponto de garantir um segundo lugar na chave ou os marfinenses Yaya Touré e Drogba vão impor seu futebol? A Grécia corre por fora.

Palpite: Colômbia e Japão

GRUPO D – Uhhhhhh

Uruguai
Costa Rica
Inglaterra
Itália

Não tá fácil pra Costa Rica, amigos. Uruguai, Inglaterra e Itália vão brigar por essas duas vagas como se não houvesse amanhã. E acho que nenhum dos três larga na frente. A Itália tem uma boa seleção (Pirlo <3) e vem embalada de um bom e longo trabalho de Cesare Prandelli. A Inglaterra (o técnico Roy Hodgson, na verdade) tanto resmungou que, é claro, que iria jogar em Manaus. Rooney e Wilshere, ao lado dos veteranos Gerrard e Lampard, formam uma seleção forte, mas o Uruguai de Cavani e Luis Suarez não fica nada atrás. O palpite é tipo assim: joga os três pro alto e cata dois.

Palpite: Itália e Inglaterra

GRUPO E – Allez les Bleus

Suíça
Equador
França
Honduras

E a França, hein?! Da repescagem pra um grupinho que dá pra aller (verbo ir em francês) tranquilamente! O Equador pode até incomodar a Suíça pelo segundo lugar, mas é improvável. E Honduras, bem, nada a dizer.

Palpite: França e Suíça

GRUPO F – Los hermanos vêm aí

Argentina
Bósnia
Irã
Nigéria

A Argentina, uma das favoritas para o título (sim, existe a possibilidade linda e maravilhosa e emocionante e desesperadora e #muitagentevaienfartar de uma final Brasil x Argentina no Maracanã), também ganhou um bom grupo pra aquecer as turbinas. A briga pelo segundo lugar é entre Nigéria e Bósnia.

Palpite: Argentina e Nigéria

GRUPO G – O gajo pira

Alemanha
Portugal
Gana
Estados Unidos

Alemanha é uma das minhas favoritas para o título (ao lado do Brasil, Argentina e Espanha) e leva a primeira vaga. A segunda vaga, na teoria, deveria ser de Portugal por conta de Cristiano Ronaldo, mas, #minhanossasenhora, como os portugueses se complicam (o gajo merecia uma geração que chegasse mais perto do nível do futebol dele). Pra piorar, Gana é provavelmente a seleção africana mais forte do mundial e os  Estados Unidos, comandado por Jürgen Klinsmann, também tem uma boa seleção.

Palpite: Alemanha e Portugal

GRUPO H – Dois pra cá, dois pra lá

Bélgica
Argélia
Rússia
Coreia do Sul

A queridinha, surpresinha, bonitinha e mais do que apenas boazinha seleção da Bélgica garante uma das vagas. A Rússia, de Fábio Capello, é o outro time que está num patamar superior à Coreia do Sul e à Argélia.

Palpite: Bélgica e Rússia

Comments 1 comentário »

Natal futebolístico!

20131202-221020.jpg

Lindões e lindinhas, livro A Linha da Bola – Tudo o que as mulheres precisam saber sobre futebol e os homens nunca souberam explicar – disponível pro Natal!!! Pras moçoilas formosas começarem 2014 sabendo tudo sobre futebol, hein?!?! E pros moços que gostam de futebol presentearam a namorada, a mulher, a mãe, a chefa, a colega de trabalho e arrasar no amigo secreto da firma ou da família!!!

Pra comprar (com dedicatória especial!!), é só escrever pra contato@claraalbuquerque.com.br

beijoca com paçoca.

 

Comments Nenhum comentário »


Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/claraalbuquerque/claraalbuquerque.com.br/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356