Arquivo de maio 2015

Brasileirão 2015, um balaio de gatos?!

Balaio de Gatos/Crédito da Ilustração: Sizar
Segundo essa maravilha que é a internet, balaio de gato é uma expressão popular que significa confusão, encrenca, situação difícil, embaraço ou desordem (que Napoleão, meu gato, não escute isso).

Essa é sensação que o Brasileirão 2015 me passa. Não só pela parte encrenqueira da CBF, mas principalmente pelo bololô imprevisível que é o campeonato. A questão é: como resistir a um cesto cheio de gatinhos?! Impossível. Portanto, faz miau junto comigo e vamos tentar separar esses bichanos pra facilitar a vida e cumprir o ritual de arranhar uns pitacos no início da competição (Clique aqui pra saber o resultado dos meus pitacos em 2014)!

Primeiro, o balaio completo da Série A. Depois, os pitacos para os nordestinos na Série B.

Série A
Cesta da Libertadores

Internacional
Que gatinho traiçoeiro tem sido o Inter, hein? Todo ano, parece que vem forte pro Brasileirão, mas acaba se enrolando no fim. Será que esse ano vai?! Pra mim, é favorito ao título. Tudo depende se vai manter o nível dos últimos jogos da Libertadores e das finais do Estadual,.
Atlético-MG
Um gatinho meio manhoso, meio instável, mas que tem força e ataque pra brigar pelo título. Vai brigar pela cesta da Libertadores, mas eu não apostaria a ração do meu gato no título mineiro.
Corinthians
Gatinho de raça que começou o ano ganhando todas as atenções. Tem o melhor técnico do país e um elenco muito bom (Guerrero pode sair no meio do ano e time perde muito em poder de decisão naquele jogo encardido que terminaria 0 a 0). É candidato ao título e dono de um dos cantinhos da cesta da Libertadores.
Palmeiras
Nem 8 nem 80. Um gatinho badalado antes de entrar em campo, mas que demorou pra miar. Absolutamente natural pra um time remontado. Ainda acho que vai evoluir. Não deve ficar com o título, mas vai brigar pela Libertadores.
São Paulo
Depois de um início de ano tão complicado, é um gatinho meio imprevisível. Pode criar garras ou virar um Garfield. Minha aposta é que evolui, mas não a ponto de levar o título. Pode lamber uma vaga na Libertadores, no entanto.
Cruzeiro
Como é que tira o gatinho que dominou essa cesta nos últimos anos dela? Não dá pra descartar o Cruzeiro como um vira-lata qualquer (na verdade, NENHUM vira-lata deve ser nunca descartado!!!). O time titular perdeu e ganhou peças, mas não tem mais um elenco com o nível do último ano. Vai brigar pela Libertadores.

Balaio sul-americano
Todos aqueles gatinhos que você não sabe exatamente o que fazer. Não entram no cesto mais bonito do gatil, mas não necessariamente vão brigar pra não cair no balaio da 2ª divisão. Abaixo, mais ou menos na ordem, gatinhos que não estão nem muito pra cá, nem muito pra lá.

Santos
Falta elenco pra brigar por mais do que isso. O time vai precisar de mais fôlego do que os de Robinho e Ricardo Oliveira.
Grêmio
Time perdeu peças e não ganhou outras a altura. Não encaixou ainda.
Fluminense
Tem uma molecada muito boa mesclada com a experiência de Fred (e agora Magno Alves), mas parece que falta consistência pra brigar por algo grande.
Flamengo
Time tem mais qualidade do que o do ano passado, mas precisa evoluir muito ainda pra sonhar com algo mais.
Vasco
Time é competitivo pros jogos “menores”, mas é limitado tecnicamente e sem criatividade pra enfrentar os leões.
Sport
É o único nordestino na Série A. Depois de um 2014 muito bom, o felino caiu de produção em 2015. Até começou bem o ano, mas Eduardo Baptista começou a ter dificuldades em dar mais versatilidade à equipe. Tem jogadores, como o goleiro Magrão, o zagueiro Durval, o meia Diego Souza e o atacante Hernane, pra não passar nenhum sufoco no Brasileirão, mas vai depender da fase deles.
Figueirense
Um gatinho manso e estável, no início de temporada, que não deve correr grandes riscos, mas também não sonha alto.
Joinville
A estreia nos pontos corridos da Série A não será fácil. O time evoluiu, no entanto, na fase final do Estadual. Quem sabe não garante mais um ano no balaio da elite?

Balaio dos desesperados

Coritiba
Em 2014, 2014, passou 28 das 38 rodadas na zona do rebaixamento. Se livrou de cair pro balaio da Série B na penúltima rodada. Vai dar sustos na torcida mais uma vez esse ano.
Goiás
Em números (e o título), o time até que fez um bom primeiro semestre, mas o estadual, ainda com mais ênfase no caso do Goiás, não é parâmetro. A verdade é que o time ainda será testado.
Ponte Preta
Essa vida de sobe e desce mostra que o risco continua existindo, mas até que a Ponte Preta não fez feio no primeiro semestre.
Chapecoense
Tive teve uma queda de rendimento preocupante no fim do estadual. Se não evoluir, vai sofrer pra ficar mais um ano na elite.
Atlético-PR
Com um primeiro semestre pra esquecer, o Atlético-PR entra muito fraco pra competição. Risco de rebaixamento alto.
Avaí
O time é muito fraco tecnicamente e nem sempre vai ter fôlego. Vai sofrer e tem risco alto de rebaixamento.

Nordestinos na Série B
ABC
O time estava invicto na temporada até a derrota para o América-RN na final do Campeonato Potiguar. Problema é que, fora da Copa do Nordeste 2015, foi pouco testado nesse primeiro semestre. O time titular é jovem e pode evoluir, mas não acredito que seja suficiente pro acesso. Deve seguir no balaio da série B.
Bahia
A nova diretoria trouxe muitas mudanças para o clube. Responsável, pé no chão e guerreiro, o time entra em campo com uma atitude bem diferente da que deixou a Série A no ano passado. O grupo é bom, mas tem algumas carências, como as laterais e a zaga. Num campeonato longo (e fisicamente desafiante), o elenco vai fazer diferença. O título do estadual não é parâmetro, mas deu ânimo à torcida, que vai precisar empurrar o time mais uma vez de volta a Série A. Minha previsão é que volta pro balaio de cima e pode até sonhar com título caso consiga reforçar o elenco e conte com a boa fase de Kieza, Maxi e cia.
ATENÇÃO, TRICOLOR: Ainda não contribuiu pra campanha OS DEZ MAIS DO BAHIA?? Clique aqui pra ajudar e garantir um exemplar do livro com seu nome nele!
Ceará
Junto com o Bahia (e Botafogo), forma a trinca que entra com mais moral pro acesso ao balaio de elite e quem sabe título. O time que bateu na trave nos últimos anos, amadureceu, conquistou a Copa do Nordeste e chega com moral pra competição. A saída de Magno Alves para o Fluminense, no entanto, pode comprometer a campanha. Em muitos jogos em que o time não se encontrava em campo, era ele quem decidia. Candidato ao acesso.
CRB
Foi campeão estadual, mas não sobrou na competição. Para enfrentar desafios maiores, trouxe reforços, mas tudo depende se o time vai melhorar a ponta de conseguir se manter na Série B. É candidato a muitas miadas de sofrimento e um possível rebaixamento.
Náutico
Um primeiro semestre de muitos fracassos que pode ditar a campanha no campeonato nacional. A direção trouxe reforços, mas um time ainda é frágil. Deve permanecer no balaio, mas com dificuldades.
Sampaio Corrêa
Depois de um primeiro semestre carregado, é momento de reconstrução no Sampaio Correa. O time quase reverteu, em campo, a perda de 6 pontos pela escalação irregular de um atleta e chegou a fina do estadual, mas não levou o título. O técnico Oliveira Canindé deixou a equipe e muitos jogadores chegaram. Será complicado depender apenas dos gols de Robert (que já marcou 16 gols no ano). Acredito que permanece no mesmo balaio por mais um ano.
Santa Cruz
Campeão estadual, o time foi reformulado no início da temporada e tem dado certo. Faltam estrelas e futebol bonito, mas o conjunto é a aposta para voltar a primeira divisão. Na minha previsão, não é favorito, mas pode surpreender e pular pra dentro do balaio da Série A.
Vitória
Um primeiro semestre horroroso e que o Vitória gostaria de esquecer. A não classificação para a Copa do Nordeste 2016, no entanto, vai fazer eco na memória por muito tempo. Muita coisa mudou: presidente, técnico, jogadores… mas as ações e contratações ainda não mostraram resultado e o time ainda é uma interrogação que pode evoluir ou penar na Série B. Pra completar, a torcida tá na bronca e não tem apoiado o time, decepcionada com a perda de rumo, nos últimos anos, do time que dominou o cenário baiano por tanto tempo. Com tanta turbulência, o Vitória não é favorito ao acesso, mas tem tradição pra correr pro fora.

Comments Nenhum comentário »


Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/claraalbuquerque/claraalbuquerque.com.br/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356